Conheça algumas das pessoas mais malignas da História

Infelizmente, assim como existem muitas pessoas que dedicam suas vidas a fazer o bem — não importa a quem —, também existe uma turminha pra lá de diabólica que entrou para a História graças às inacreditáveis maldades que cometeram. O pessoal do site ListVerse publicou uma lista com essas infames personalidades, confira que a equipe do Mega Curioso selecionou para gente:
1 – Delphine LaLaurie


A “demônia” acima, uma ricaça sádica de New Orleans, nos EUA, foi descoberta por seus crimes no século 19, graças a um incêndio em sua mansão, provocado por dois escravos acorrentados na cozinha da residência. As pobres criaturas iniciaram o fogo para chamar a atenção, e os bombeiros que atenderam a emergência se depararam com uma verdadeira câmara de horrores.

Os bombeiros foram levados por outros escravos ao sótão da mansão, onde encontraram mais de uma dúzia de pessoas desfiguradas e mutiladas acorrentadas às paredes. Muitas haviam sido submetidas ao que pareciam ser experiências médicas abomináveis, como uma mulher que teve seus membros quebrados e reorganizados para que apresentasse a aparência de um caranguejo.

Também foram encontrados escravos com as bocas costuradas — mortos por inanição — e outros ainda vivos implorando para que fossem sacrificados, para acabar com seus sofrimentos. Infelizmente, LaLaurie fugiu antes de ser julgada por seus crimes, e jamais foi encontrada.

2 – Shirō Ishii


Mais um sádico maluco que realizou experiências impensáveis com humanos, Ishii foi um cientista a serviço do Exército Imperial Japonês durante a Segunda Guerra Sino-Japonesa, na década de 30. Alguns dos “trabalhos” realizados pelo militar — ou a mando dele — envolviam dissecar pessoas enquanto ainda estavam vivas, incluindo mulheres grávidas.

Além disso, muitos prisioneiros tiveram seus membros amputados e implantados em partes inusitadas do corpo, foram utilizados em testes com granadas e lança-chamas, infectados com vírus e bactérias para que os efeitos das doenças fossem estudados, entre outras muitas maldades. Depois da guerra, Ishii recebeu imunidade por parte das autoridades norte-americanas, e nunca foi julgado por seus crimes.

3 – Josef Stalin


Considerado por muitos como o maior assassino em massa de todos os tempos, sendo o personagem principal de um dos piores capítulos da história da humanidade, o Holodomor, Stalin foi o responsável — ainda que indireto — pela morte de estimadas 12 milhões de pessoas na Ucrânia, quando esse país ainda fazia parte da União Soviética. “Holodomor” é a palavra ucraniana utilizada para descrever o genocídio provocado pela fome.

Além desse terrível episódio, Stalin também ordenava o extermínio de qualquer um que se opusesse ao regime ou fosse considerado inimigo do Estado. Assim, no fim das contas, estima-se que o número de pessoas que foram assassinadas durante o regime de Stalin seja de aproximadamente 60 milhões.

4 – Heinrich Himmler


Como você sabe, Adolf Hitler foi o responsável “oficial” pela morte de milhões de pessoas e pelo genocídio de aproximadamente seis milhões de judeus, já que era o líder supremo do Partido Nazista. No entanto, foi Heinrich Himmler quem arquitetou o holocausto e a solução para a questão judaica, que provavelmente não teriam acontecido se não fosse pela mente maquiavélica e doente desse homem.

Himmler defendia a existência de uma “raça” pura — a ariana —, mas seus planos foram interrompidos pela vaidade e pelas decisões militares precipitadas de Hitler, que resultaram no fim prematuro da Segunda Guerra Mundial. Himmler foi o responsável pela construção e funcionamento dos campos de extermínio e concentração, e comandou a captura de judeus, ciganos, homossexuais, comunistas e qualquer outra cultura condenada pelo regime nazista.

Ao perceber que a guerra estava perdida, Himmler tentou negociar com os aliados e foi declarado traidor por Hitler, sendo destituído de todos seus poderes e títulos. E apesar de todas as monstruosidades que cometeu, ficou ultrajado ao ser declarado criminoso de guerra, e se suicidou antes de ser julgado por seus crimes.

João Filho

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.