Wikipédia russa sai do ar em protesto contra censura de Putin

Emendas à lei de informação do país podem criar uma internet mais centralizada.

Wikipédia russaA versão russa da enciclopédia colaborativa Wikipédia ficará fora do ar durante toda esta terça-feira em protesto contra emendas à lei de informação do país, que se forem aprovadas poderão criar uma internet sujeita à censura governamental. As alterações permitiriam bloqueios e filtragem de sites pelo governo da Rússia, reforçando a imagem autoritária e antidemocrática do governo de Vladimir Putin. Sem permitir acesso aos seus artigos, a página do site russo mostra apenas uma mensagem que pede que os usuários "imaginem um mundo sem conhecimento gratuito". A ação se deu justamente neste dia 10 de julho porque as alterações serão analisadas pelo parlamento do país nesta quarta-feira.

"Hoje, a comunidade da Wikipédia protesta contra a censura, que oferece perigo à informação livre e aberta à humanidade. Pedimos o seu apoio", continua a mensagem dos wikipedistas russos.

A Wikipédia faz parte de um grupo sem fins lucrativos e todo o conhecimento produzido pelos seus colaboradores é disponibilizado através da licença livre Creative Commons.

O governo russo alega que um maior controle sobre a internet é necessário para controlar excessos como a pornografia infantil ou a disseminação das drogas, em um argumento comum para os defensores de uma web mais centralizada. Críticos das emendas, porém, afirmam que sua existência se deve a um plano de Putin, que estaria interessado em controlar com mais facilidade os seus dissidentes políticos.

Não é a primeira vez que a Wikipédia se envolve em uma causa política. Em janeiro deste ano, a comunidade que produz a Wikipédia em inglês decidiu tirar o site do ar por um dia em protesto contra o Stop Online Piracy Act (SOPA).

João Filho

Phasellus facilisis convallis metus, ut imperdiet augue auctor nec. Duis at velit id augue lobortis porta. Sed varius, enim accumsan aliquam tincidunt, tortor urna vulputate quam, eget finibus urna est in augue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário